00.png
00-1.png
00.png

ACADEMIA PORTUGUESA DE ARTES MUSICAIS ||| JENNY SILVESTRE


SCROLL DOWN

ACADEMIA PORTUGUESA DE ARTES MUSICAIS ||| JENNY SILVESTRE


 
 
 

Associação sem fins lucrativos

Tentando responder aos novos desafios que se colocaram de forma mais premente às prácticas artísticas no início deste novo Milénio, nomeadamente a música, onde transversalidade, diversidade e parceria passaram a assumir-se como princípios incontornáveis, constituiu-se, no ano de 2011, a ACADEMIA PORTUGUESA DE ARTES MUSICAIS (APARM).

Assumindo como principais objectivos a promoção e desenvolvimento de actividades performativas e científicas, a ACADEMIA PORTUGUESA DE ARTES MUSICAIS (APARM) conta com um intenso e reconhecido percurso.


JENNY SILVESTRE

Presidente

Jenny Silvestre é licenciada em Cravo (Escola Superior de Música de Lisboa) e em Direito (Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa).

É doutorada em Ciências Musicais Históricas (Universidade Nova de Lisboa). Conta com uma pós-graduação em Cravo (Escola Superior de Música da Catalunha, Espanha) e uma pós-graduação em Gestão Empresarial, vertente de Estratégia de Investimentos e Internacionalização (Instituto Superior de  Gestão de Lisboa).

É fundadora e Presidente da Academia Portuguesa de Artes Musicais.

Assume as funções de Directora dos Congressos Internacionais de Musicologia Histórica organizados pela ACADEMIA PORTUGUESA DE ARTES MUSICAIS, bem como a direcção dos projectos pluridisciplinares da mesma.

Foi directora artística e programadora de diferentes Festivais.

Participou na estreia mundial das obras “Magnificat em Talha Dourada” e “Horto Sereníssimo”, do compositor Eurico Carrapatoso, bem como no conto infantil “O que aconteceu no Museu da Música…”, do compositor Sérgio Azevedo.

Estreou ainda a Inventio 2, de Bruno Gabirro, a versão para cravo da peça “O Natal da Nônô”, de Eurico Carrapatoso, e a peça “Prelúdio e Festa”, de Sérgio Azevedo, especialmente escrita para ela.

Em 2009, foi Assessora Musical do premiado filme do realizador chileno Raúl Ruiz, “Mistérios de Lisboa”.

Em 2011 foi a cravista convidada para o II Concurso Internacional de Composição Fernando Lopes Graça, dedicado ao cravo.

Conta com uma já longa carreira como solista e diversos discos gravados com diferentes ensembles, assim como diversos artigos publicados no domínio da musicologia histórica.

É directora geral do grupos MELLEO HARMONIA 19~21 e MELLEO HARMONIA Antigua.

Foi a fundadora das classes de cravo da Escola de Música do Orfeão de Leiria e da Academia de Música de Santa Cecília, onde acumulou funções como Coordenadora Geral da Música. 

 
00-1.png

ACADEMIA PORTUGUESA DE ARTES MUSICAIS ||| PROJECTOS


 

 

 

ACADEMIA PORTUGUESA DE ARTES MUSICAIS ||| PROJECTOS


 

 

 

PROJECTOS


2015-16

PROJECTO “REI D. LUÍS, PERSPECTIVAS”
PARCERIA APARM – FUNDAÇÃO D. LUÍS / BAIRRO DOS MUSEUS (CASCAIS)

"A Vila de Cascais encerra na sua História a característica relativamente invulgar de ser simultaneamente piscatória e aristocrática, terra de gentes do mar e da realeza.
Constitui um portal figurativo entre o mar e o rio, verdadeiramente incontornável quando interiorizamos o Mar como nosso desígnio.
Este mesmo desígnio guardou-o sempre no coração um dos monarcas menos acarinhados da nossa História: D. Luís de Portugal.

Efectivamente, este rei, cujo percurso continua a ser desconhecido para a grande maioria de nós, fruto dos solavancos de uma memória histórica feita de homens para homens, onde os afectos tanto interferem, foi um amante incondicional não apenas do Mar, mas de Cascais, local que escolheu para vir a falecer."

Jenny Silvestre

Partindo destas considerações e respondendo ao desafio proposto pelo Presidente da Fundação D. Luís, o Professor Doutor Salvato Teles de Meneses, a Academia Portuguesa de Artes Musicais, desenvolveu, sob direcção da sua Presidente, entre Outubro de 2015 e Março de 2016, um ciclo mensal de Conferências Concerto, nas quais, tendo como figura principal o Rei D. Luís de Portugal, apresentou diferentes temáticas de relevância actual, tendo contado com reconhecidíssimos especialistas da actualidade como oradores, figurando a música sempre como momento culminante de cada apresentação, com uma programação enquadrada com cada tema.
 

CONFERÊNCIAS CONCERTO

“O Rei que amou Cascais”
“O primeiro Rei Constitucional”
“O liberalismo e as contradições político eclesiásticas”

“Sopros de modernidade”
“Sensibilidades”
“Mar, um desígnio. O Atlântico Moreno”
 

SESSÃO DE ABERTURA  31 de Outubro de 2015
SESSÃO DE ENCERRAMENTO  20 de Março de 2016
 

Exmo. Sr. Presidente da Câmara Municipal de Cascais, Dr. Carlos Carreiras
Exmo. Sr. Presidente da Fundação D. Luís I, Professor Doutor Salvato Teles de Meneses

ORADORES
Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa (Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa); Dr. Filipe Mora Porteiro (Director Regional dos Assuntos do Mar do Governo Regional dos Açores); Dr. Manuel Ara Oliveira (Sub Director Regional dos Assuntos do Mar do Governo Regional da Madeira); Dr. Miguel Frasquilho (Presidente da AICEP Portugal Global); Comandante Fonseca Ribeiro (Direcção Geral da Política do Mar); Professor Doutor António Costa e Silva (Instituto Técnico de Lisboa / Imperial College / Partex Oil and Gas); Embaixador Francisco Seixas da Costa (MNE); Professor Doutor Fernando Jorge Cardoso (Instituto Marquês de Valle Flor); Professor Doutor Luís Teles de Menezes Leitão (Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa); Professor Doutor Luís Nuno Espinha da Silveira (Universidade Nova de Lisboa); Professor Doutor Paulo Jorge Fernandes (Universidade Nova de Lisboa); Professor Augusto Mateus (Augusto Mateus & Associados); Dr. José Alberto Ribeiro (Director do Palácio Nacional da Ajuda); Professor Doutor Mário Avelar (Universidade Aberta / Centro de Estudos Anglísticos da Universidade de Lisboa); Dra. Maria do Carmo Rebello de Andrade (autora da mais recente biografia da Rainha D. Maria Pia); Professora Doutora Luísa Cymbron (Universidade Nova de Lisboa); Dr. Eduardo de Almeida Faria (Confraria Marítima de Portugal); Professora Doutora Inês Amorim (Faculdade de Letras da Universidade do Porto); Eng. Joaquim Neto Filipe (Projecto.Detalhe); Doutora Jenny Silvestre (APARM-Academia Portuguesa de Artes Musicais)
 

SOLISTAS E ORQUESTRAS

Camerata Atlântica (Ana Beatriz Manzanilla, direcção musical e violino); Maestro Jean-Sébastian Béreau; Joaquim Ribeiro (Clarinete); João Paulo Santos (piano); Levon Mouradian (violoncelo); Melleo Harmonia (Joaquim Ribeiro, direcção musical); Coro de Câmara de Lisboa (Teresita Gutierrez Marques, direcção musical); Rui Paiva (órgão); Ana Raquel Pinheiro (violoncelo), Marta Vicente (contrabaixo); João Rodrigues (tenor); Jorge Martins (barítono); Manuel Rebelo (barítono), Rute Dutra (soprano); Ana Luísa Tavares (meio soprano); Carlos Monteiro (tenor); Patricja Gabrel (soprano); Jenny Silvestre (cravo); Banda Sinfónica da GNR
 

INICIATIVA  Fundação D. Luís / Câmara Municipal de Cascais
PATROCÍNIO  Estoril Sol / Toyota
APOIO  APARM / Turismo de Portugal

 

 

CONGRESSO INTERNACIONAL
DE MUSICOLOGIA HISTÓRICA

ACADEMIA PORTUGUESA DE ARTES MUSICAIS (APARM)

01.png

O desenvolvimento de qualquer área de conhecimento carece sempre de estudo e investigação.

Consciente da importância do trabalho científico, a ACADEMIA PORTUGUESA DE ARTES MUSICAIS esforça-se na organização de fóruns de discussão e divulgação das novidades e avanços investigativos no âmbito das Ciências Musicais Históricas.


 

2014

CONGRESSO INTERNACIONAL DE MUSICOLOGIA HISTÓRICA
Música de Corte no espaço Ibero Americano, 1750-1800”

Convento dos Capuchos de Almada - 9, 10 e 11 de Outubro


DIRECÇÃO 
Doutora Jenny Silvestre

DIRECÇÃO CIENTÍFICA
Professora Doutora Begoña Lolo

COMISSÃO CIENTÍFICA
Professora Doutora Begoña Lolo (Universidad Autónoma de Madrid)
Professor Doutor Rui Vieira Néry (Universidade Nova de Lisboa / Fundação Calouste Gulbenkian)
Professor Doutor Germán Labrador (Universidad Autónoma de Madrid)
Professora Doutora Adela Presas (Universidad Autónoma de Madrid)
Professor Doutor David Cranmer (Universidade Nova de Lisboa)
Doutora Rosana Orsini Brescia (Universidade Nova de Lisboa)
Doutora Luzia Rocha (Universidade Nova de Lisboa)

COMISSÃO DE HONRA
S. Exa. o Secretário de Estado da Cultura, Dr. Jorge Barreto Xavier
S. Exa. o Embaixador de Espanha em Portugal, D. Eduardo Junco
S. Exa. o Presidente da Câmara Municipal de Almada, Dr. Joaquim Estevão Miguel Judas
Directora do Museu da Música, Dra. Graça Mendes Pinto
Exmo. Sr. Professor Augusto Mateus

SESSÃO DE ABERTURA
Exmo. Senhor Vereador da Cultura, Desporto, Juventude e Educação de Câmara Municipal de Almada, Eng. António Matos;
Professor Augusto Mateus;
Exmo. Senhor Director Geral das Artes, Dr. Samuel Rego (em representação de S. Exa. o Secretário de Estado da Cultura, Dr. Jorge Barreto Xavier)


ORADORES
Begoña Lolo (Universidad Autónoma de Madrid); Rui Vieira Nery (Universidade Nova de Lisboa / Fundação Calouste Gulbenkian); David Cranmer (Universidade Nova de Lisboa); Adela Presas (Universidad Autónoma de Madrid); Germán Labrador (Universidad Autónoma de Madrid); Cristina Fernandes (Universidade Nova de Lisboa); Luzia Rocha (Universidade Nova de Lisboa); José Manuel Izquierdo (Universidad Católica de Chile / Cambridge University); Juan Lorenzo Jorquera (Universidad Católica de Chile); Marco Brescia (Universidade Nova de Lisboa); Rosana Brescia (Universidade Nova de Lisboa); Marina Barba (Universidad Autónoma de Madrid); João Paulo Janeiro (Universidade Nova de Lisboa); Jordi Rifé i Santaló (Universidad Autónoma de Barcelona); Pedro Castro (Universidade de Évora / Escola Superior de Música de Lisboa); Mafalda Nejmeddine (Universidade de Évora); José Carlos Araújo (mpmp); Gustavo Sánchez (Universidad Autónoma de Madrid / San Lorenzo del Escorial); Carlos Alberto Figueiredo (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO); Rodrigo Teodoro de Paula (Universidade Federal de Minas Gerais, Brasil)

CONCERTO

“Música de Corte luso brasileira, 1750-1800”
Departamento de Música Antiga da Escola Superior de Música de Lisboa (ESML) e da Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo do Porto (ESMAE)


CONCERTO DE ENCERRAMENTO

“Sinfonías de Gaetano Brunetti” *
Camerata António Soler
Gustavo Sánchez
Direcção

* Primeira audição pública em 200 anos


APOIOS  Secretaria de Estado da Cultura; Câmara Municipal de Almada; Embaixada de Espanha; Embaixada do México; Antena2
PATROCÍNIO  Hotel Meliã Aldeia dos Capuchos


 

2011

CONGRESSO INTERNACIONAL DE MUSICOLOGIA HISTÓRICA
”D. MARIA BÁRBARA DE BRAGANÇA (1711–1758) – INFANTA DE PORTUGAL / RAINHA DE ESPANHA”

Convento dos Capuchos de Almada - 29, 30 e 1 de Outubro


COMISSÃO CIENTÍFICA
Professor Doutor Gerhard Doderer (Universidade Nova de Lisboa) - Presidente
Professora Doutora Adriana Latino (Universidade Nova de Lisboa)
Professora Doutora Begoña Lolo (Universidade Autónoma de Madrid)
Professor Doutor Francesc Bonastre (Universidade Autónoma de Barcelona)

DIRECÇÃO ARTÍSTICA
Jenny Silvestre

ORADORES
Gerhard Doderer (Universidade Nova de Lisboa); Begoña Lolo (Universidad Autónoma de Madrid); Rui Vieira Néry (Universidade de Évora / Fundação Calouste Gulbenkian); Francesc Bonastre (Universidad Autónoma de Barcelona); David Cranmer (Universidade Nova de Lisboa); Cristina Bordas Ibañez (Universidad Complutense de Madrid); Cristina Fernandes (Universidade de Évora); Elisa Lessa (Universidade do Minho); Luzia Rocha (Universidade Nova de Lisboa); Vera Inácio Cordeniz (Universidade Nova de Lisboa); Miguel Bernal Ripoll (Real Conservatório Superior de Música de Madrid); João Paulo Janeiro (Universidade Nova de Lisboa); Jordi Rifé i Santaló (Universidad Autónoma de Barcelona); Ana Cristina Torres (Universidade Nova de Lisboa); Mafalda Nejmeddine (Universidade do Minho / Universidade de Évora)


RECITAIS

“DOMENICO SCARLATTI & ANTÓNIO SOLER: Tempos de um Tempo”
Jenny Silvestre Cravo

“O contexto musical na Corte de Madrid no Tempo de Maria Bárbara de Bragança”
Miguel Bernal
Órgão


CONCERTO DE ENCERRAMENTO

Zarzuela “Salir el Amor del Mundo” (1696), música de SEBASTIÁN DURÓN e texto de JOSÉ DE CAÑIZARES

Grupo Vocal Olisipo
Quarteto Arabesco
Rui Paiva Órgão
Armando Possante Direcção Musical


APOIOS  Câmara Municipal de Almada; Embaixada de Espanha; Instituto Cervantes; Antena2
PATROCÍNIO  Hotel Meliã Aldeia dos Capuchos

 

 

PUBLICAÇÕES & LABEL APARM


O empenho da ACADEMIA PORTUGUESA DE ARTES MUSICAIS em contribuir para o desenvolvimento do conhecimento e a defesa do património cultural, que a todos diz respeito, conduziu não apenas à criação de uma Label APARM, como à promoção de publicações. Muito embora a sua produção nesta área seja ainda tímida, fruto da própria juventude da instituição, constitui prova de uma postura convicta e séria que se pretende vir a consolidar com o tempo.


 

2017

JOAQUIM DA COSTA CHICÓRIA, VIDA E OBRA, ESTUDO PRELIMINAR

JOAQUIM RIBEIRO

 
 

Reconhecendo a importância da herança filarmónica em Portugal, a ACADEMIA PORTUGUESA DE ARTES MUSICAIS associou-se à Fundação Jorge Antunes para a publicação do primeiro trabalho investigativo de nível musicológico sobre a vida e obra de um dos mais profícuos compositores portugueses para Banda, o vizelense Joaquim da Costa Chicória (1874-1951), da autoria de Joaquim Ribeiro.

Dele resulta, não apenas o levantamento da vida e obra musical do compositor, como uma panorâmica clara a concisa sobre o contexto histórico em que viveu.


 

2014

O ARCO DA MEMÓRIA DE ALCOBAÇA
Preservação do património pétreo em Portugal

Coordenação Científica  UNIVERSIDADE DE ÉVORA / LABORATÓRIO HÉRCULES
Direcção Editorial  JENNY SILVESTRE
Produção  ACADEMIA PORTUGUESA DE ARTES MUSICAIS (APARM)
Publicado ao abrigo do Projecto Mobilizador INOVSTONE

 
 
04.png

Assumindo desde a sua génese a importância dos princípios da transversalidade e parceria, a ACADEMIA PORTUGUESA DE ARTES MUSICAIS tem tentado estabelecer pontes com diferentes áreas de actividade. Foi o caso da parceria estabelecida, em 2014, com a Fileira da Rocha Ornamental.

Desta forma, a presidente da APARM, Jenny Silvestre, assumiu directamente, em conjunto com o Laboratório Hércules da Universidade de Évora, o restauro do Arco da Memória de Arrimal, pertencente aos antigos Coutos de Alcobaça, no qual se utilizou um protótipo especialmente concebido para o restauro de monumentos históricos.

Ao abrigo da mesma parceria, a ACADEMIA PORTUGUESA DE ARTES MUSICAIS organizou, no dia 1 de Julho de 2014, na Galeria do Rei D. Luís do Palácio Nacional da Ajuda, a Sessão de Encerramento do Projecto Mobilizador INOVSTONE.
 

ORADORES
Professor Doutor José de Monterroso Teixeira (Direcção-Geral do Património Cultural / Universidade Autónoma de Lisboa)
Professor Doutor José Mirão (Universidade de Évora / Laboratório Hércules)
Dr. Miguel Goulão (Assimagra / Cevalor / valorpedra)


CONCERTO

MELLEO HARMONIA
Jenny Silvestre Direcção Musical e Cravo


 

2013

CD Pietro Locatelli, Giuseppe Valentini, Luigi Boccherini

LEVON MOURADIAN  Violoncelo
JENNY SILVESTRE  Cravo

 
 

Respondendo a um desafio do reconhecido violoncelista Levon Mouradian, a ACADEMIA PORTUGUESA DE ARTES MUSICAIS empreendeu a gravação de um CD inédito com as virtuosísticas sonatas para violoncelo e cravo de Pietro Locatelli e Giuseppe Valentini. A estas acrescentaram-se os dois conhecidíssimos andamentos da Sonata em Lá Maior de Boccherini.

Captação Jorge Gonçalves
Edição e masterização: João Ganho
Editado e masterizado n’O Ganho do Som
Fabricado por SONY DADC Áustria

PATROCÍNIO  Grupo Cei/Zipor e Projecto.Detalhe, Global Engineering
APOIO  Antena2